Vinte e um

Foto: Pinterest
Já virou tradição aqui no blog escrever no dia do meu aniversário sobre as resoluções do meu ano. Apesar de não ter postado com frequência e ~quase~ abandonar este cantinho que eu chamo de lar, ainda tenho muito o que dizer. Posso escrever mil e uma desculpas por não ter postado com frequência: faculdade, estágio, compromisso pessoais, Ler Café Flor… mas a verdade mesmo é que foi falta de compromisso e comodidade. Porém, não é sobre isso que quero falar hoje, ou talvez seja também.
Em 2017, sem dúvidas, Deus provou para mim que o meu sonho é o mesmo que o dEle. Ou melhor, o sonho dEle é o que eu sonho também. E isso não poderia ser melhor. Já encontrei muitas pessoas na minha vida que projetam seus sonhos pessoais, mas que Deus conduz para um rumo bem diferente do planejado. Comigo não tem sido assim. Jesus me mostrou que Ele quer sim que eu alcance pessoas através da minha arte de escrever. Ele utilizou um único texto para me conduzir a esta conclusão.
Gostaria de contar a você sobre o carinho que Jesus tem por mim (e por meus textos) e como Ele me mostrou isso. No início do ano fui selecionada, através da crônica Acabou o Café, para compor um livro de contos e crônicas com parceria de outros autores regionais, da editora goiana Nega Lilu. No dia 13 de fevereiro assinei meu primeiro contrato com uma editora. Esse mesmo texto foi compartilhado diversas vezes, por diversas pessoas. Todos que o leem falam a mesma coisa: este sem dúvida é seu melhor texto.
Em agosto fui chamada para estagiar na editoria Magazine, do jornal O Popular, do Grupo Jaime Câmara. É o maior grupo jornalístico da região centro-oeste. E eu nunca, nunquinha estava esperando por esta vaga. Larguei mão do meu estágio anterior remunerado e optei, mesmo sem remuneração, trabalhar no grupo. Amanhã, dia 22, um dia após meu aniversário, finalizo esse período que me concedeu muitos aprendizados. Nesses meses vivenciei muitas experiências do meio jornalístico. Desde a produzir pequenas notas até criar, do zero, uma matéria. O mais legal é que trabalhei na área que quero seguir: de cultura, comportamento e moda. Escrevi matérias sobre a moda sustentável do SPFW, sobre cuidados com os cabelos no tempo seco, sobre a volta dos tradicionais bolos verdadeiros nos casamentos e sobre relacionamentos iniciados na internet, além de muitaaaaas notas.
Quando eu achava que não tinha mais nada para Jesus me dar este ano, Ele me deu. E foi muito grande!!!
Em setembro, lendo o site da revista Vogue, descobri sobre um concurso cultural que eles estavam promovendo. Cada mês deste ano eles publicaram uma crônica que os leitores enviavam. No final do ano as doze crônicas iriam passar por uma votação e delas apenas uma sairia na revista impressa na edição de Janeiro de 2018. No dia 5 de outubro entrei no site e vi minha crônica lá. Acabou o Café novamente foi usada por Jesus para transbordar meu coração. E pasmem, não acabou por aqui.
No dia 17 de dezembro, saindo do meu quarto, com o celular na mão, para ir até a cozinha fazer um lanche, recebi um e-mail que me faz pular de ansiedade até hoje. A minha crônica, dentre tantas, foi A escolhida para sair na revista impressa da Vogue (quero todo mundo comprando a revista no próximo mês haha). É ou não para sair pulando? Nem dá para acreditar.
Esses pequenos gestos de Jesus na minha vida foram, sem dúvidas, maiores que qualquer acontecimento ruim esse ano. Fui assaltada duas vezes perto da minha casa, teve momentos em que duvidei de certas escolhas, passei raiva e fiquei triste por tantas outras. Mas entender que Jesus está sempre comigo e que me cuida é o suficiente para sair de qualquer buraco. Eu sei que Ele me ouve, eu sei o quanto Ele me ama e só posso agradecê-lo por tudo.
E assim, hoje tenho 21.
Vinte e um Vinte e um Reviewed by Dani Villela on 15:18 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.