Tecnologia do Blogger.

Vamos nos amar?

by - 14:19

Foto
Acima de tudo, porém, revistam-se do amor, que é o elo perfeito. (Colossenses 3:14)
Eu tenho uma mania bem grande de analisar o que as pessoas estão fazendo  - principalmente na ida ao trabalho ou faculdade, em que pego transporte público e tenho contato com diversas pessoas rapidamente. Isso me faz criar imaginação para alguns textos e refletir sobre a vida. Num desses dias, eu presenciei uma cena que me deixou com o coração doído e mudou totalmente o rumo desse texto.
Uma mulher, aparência suja, roupas surradas mostrando o sutiã, cabelo branco amarelado amarrado em chiquinhas, carregando várias sacolas e bolsas. E uma criança, um menino de no máximo 7 anos. Olhos castanhos e lindos, porém caídos e tristes. A mulher entrou no ônibus reprimindo-o e xingando-o de vários nomes de maneira que todos ouvissem. Ele resmungou algo sobre ela: “veia chata”. Ela se sentou no banco preferencial e ele, como não tinha lugar, sentou-se ao chão entre o primeiro e segundo banco depois do motorista. Ele estava cansado, era perceptível isso.
Meu coração, tão sensível à carinho, cuidado e amor apertou-se e doeu. Logo, imaginei como era a relação diariamente daquela dupla de mãe e filho. Imaginei que não seria fácil e que, muito provavelmente, deveriam brigar  constantemente. Substituíam afetos e amores por desentendimentos e xingamentos.
Meu destino estava à aproximadamente 15 minutos dali. Levantei-me e dei meu lugar àquele menino. Queria conversar com ele e dizer que existe um mundo cheio de amor, mesmo parecendo difíceis as coisas. Queria dar-lhe um abraço que, talvez, ele não tenha ganhado um dia. Queria amá-lo como uma criança merece ser amada. Queria dizer àquela mulher, que certos tipos de palavras podem machucar muito mais que uma agressão física. Queria dizer-lhe: cuide do seu menino.
Semana passada eu postei esse texto que falava sobre uma geração que enaltece o orgulho, no final eu disse sobre espalhar amor. Naquela circunstância, eu queria dizer sobre deixar o orgulho de lado e transmitir aquilo que você sente. Hoje, eu queria dizer que amar é além disso.
Amar é cuidar do outro (conhecido ou não) em palavras ou ações.
Amar é olhar para o outro e enxergar nele toda sua história, bonita ou não, e admirá-lo por todas as situações que enfrentou. É enxergar os que passam despercebidos pela maioria. É estender a mão quando alguém precisa, mesmo no seu pior momento. Amar é colocar o outro em suas orações, porque é isso que pode fazer quando não tem nada o que fazer. Amar é levar esperança onde muitos estão desacreditados desse sentimento.
Amar é amar. E não existe nenhum outro sentimento maior e mais perfeito que esse.

You May Also Like

0 comentários