Tecnologia do Blogger.

A presença real de Jesus na Eucaristia

by - 10:46

Jesus é real em todos os lugares. Ele está realmente presente onde dois ou mais se encontram em seu nome. Jesus está em nossos corações. Ao nosso lado e a qualquer momento. Seja quando o buscamos no silêncio do nosso quarto ou quando encontramos com outros membros do corpo da Igreja para falar sobre e para Ele. Jesus acompanha nossos passos. Ele é uma pessoa e quer relacionar-se conosco. Jesus é o nosso respirar. Nós podemos o sentir no soprar dos ventos, quando a brisa balança as folhas das árvores. Jesus é presença.
Na Eucaristia, porém, a presença de Jesus é transubstancial, muda-se a substância, mas a aparência – pão – continua o mesmo. Deixa-se de ser pão para ser Jesus. A Eucaristia é um Sacramento instituído pelo próprio Jesus.  No Evangelho de São João capítulo sexto, traz a promessa de Cristo de nos dar o Pão da Vida: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu. Quem comer deste pão viverá eternamente. E o pão que eu hei de dar é a minha carne para a salvação do mundo.” (Jo 6, 51).
Na Sua grandeza, Jesus fez questão de fazer algo maravilhoso, se tornou em alimento para entrar em nossa pequenez. A Eucaristia é chamada de Sacramento da Comunhão porque é a perfeita comunhão do Corpo de Cristo com o pão abençoado. Jesus instituiu o Sacramento da Eucaristia ao dizer: “Fazei isto em memória de mim” (1 Co 11, 24-25).
A palavra do grego traduzida para o português: “em memória” é ANAMNESE que quer dizer: ana, trazer de novo e mnesis, memória, ou seja, trazer de novo em memória. Na Teologia Anamnese significa atualização de um acontecimento passado, tornando-o presente. Quando o sacerdote repete as palavras de Cristo, atualiza a Sua presença no meio da Igreja, não só isso, mas também torna presente o mesmo Corpo e Sangue da Cruz. Jesus está presente substancialmente na Eucaristia, não somente enquanto Deus, mas também enquanto homem, ressuscitado, glorioso, completo.

Na passagem dos Discípulos de Emaús em Lucas 24, 13-30 Jesus parte o Pão para eles. “Aconteceu que, estando conjuntamente à mesa, ele tomou o pão, abençoou-o, partiu e serviu-lho. Então se lhes abriram os olhos e o reconheceram... Mas ele desapareceu”. Jesus desapareceu dos dois amigos, porque queria deixar claro, que de agora em diante, eles precisariam vê-Lo vivo no partir do Pão.

Assim como na Santa Missa, Jesus nos explica as Escrituras e parte o Pão para nós. Precisamos ser como os Discípulos de Emaús: reconhecer Jesus Cristo vivo ao partir o Pão – Eucaristia.

You May Also Like

0 comentários