A fragilidade dos que amam

Foto Quando nos encontramos completamente destruídos, aí nos descobrimos humanos.  É nas nossas fragilidades diárias que podemos perceb...

Foto
Quando nos encontramos completamente destruídos, aí nos descobrimos humanos.  É nas nossas fragilidades diárias que podemos perceber o quão humano somos. Os sentimentos nos fazem ser assim. Somos frágeis porque amamos. Porque esperamos. Porque temos expectativas. O desafio é sabermos lidar com a fragilidade que está em nós. Em meio a fragilidade devemos aprimorar nossa capacidade de encontrar formas de se tornar melhor, seja para mim ou para o outro.
Vivendo a experiência do limite podemos perceber a beleza de frutificar. Amadurecer na hora certa, vivenciando todo dia o processo que nos torna mais humano. Isso é maravilhoso. A fragilidade dos que amam é infinitamente mais belo dos que limitam sentir. Eu sei como é isto. Camuflar o que sentimos nos dá a segurança de que estamos protegidos por um muro. É um recurso que usamos com o objetivo de justificar os sentimentos feridos que tivemos pelos outros.
Funciona, para alguns. Estranho isso, mas acontece. É mais cômodo buscar o não sentimento do que vivenciá-lo como um presente divino de que nos torna mais humanos. Talvez seja por isso que encontramos pessoas tão distantes de seus sentimentos. Tememos friezas sentimentais e para fugir delas, nos tornamos frios diante do outro. Tememos a fraqueza e que o outro nos descubra sofridos pela gratuidade dada somente pelo amor. Preferimos assumir a postura de agentes preparados para combater qualquer minúcia de sentimento.
Nos dias de hoje carecemos de sermos mais fortes diante do outro. Mas antes de provarmos da fortaleza é preciso experimentar a fraqueza que o amor nos convida a termos. O amor nos deixa a necessidade de dependência, assumindo a nossa fragilidade. A gratuidade do amor é assim. Amar o outro quando ele não merece. Porque é quando menos merecemos que precisamos ser amados por alguém. É na nossa fragilidade que carecemos de amor.
Pena que no mundo de hoje está cada vez mais difícil de assumir nossas fraquezas. De demonstrar amor quando o outro está destruído pela sua fragilidade e não merece receber o sentimento mais divino que existe. A precariedade do amor humano nos fez perder o entendimento do amor puro e gratuito.
Na sua história, não tenha medo de ser fraco, porque é pela fraqueza que demonstramos a capacidade de amar. Desconcerte o outro com seu amor, mesmo quando ele não merece ou quando menos espera por ele.
Ame para justificarmos o amor.

You Might Also Like

3 comentários

  1. Lindo. Pura verdade... parabéns.

    http://slametudomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Boa reflexão de por que temos medo de dizer quem somos. Temos medo de que o outro não nos aceite. Belo texto!

    ResponderExcluir
  3. que lindo texto <3
    http://www.dosedeestrela.com.br/

    ResponderExcluir