Tecnologia do Blogger.

Felicidade editada

by - 08:00

Fonte: We Heart It
Nós todos, somos personagens nas redes sociais.

Um clique. Outro clique. Uma foto. 15 curtidas, só isso? Calma só tem cinco minutos que postei. 200 curtidas em menos de uma hora. Que orgulho.  Amanhã posto aquela foto que tirei com você no aniversário da minha irmã. Qual seu facebook? Stakea, stakea, stakea. Ufa, não ta namorando. Vamos sair? Sim. Tira foto da gente e posta com a localização. Legenda? Coloca um coração. Me marca? Te marco. O que vão pensar quando virem nossa foto juntos? Melhor colocar relacionamento sério logo, assim já tiram a dúvida. A Alana comentou perguntando se estamos namorando mesmo. Meu amigo perguntou quanto tempo nos conhecemos. Diz ué: dez dias. Não deu certo, volta pro status de solteiro. Mais curtidas. Ganhei 5 seguidores no instagram depois da festa de ontem.

Identificou? Certo. Agora vamos ser realistas: a questão dos relacionamentos hoje em dia é se tornar público virtualmente. Pode até ser um assunto démodé – ou não –, mas sempre tem algo que pode ser explorado diante dos amores declarados-esfregados-na-cara-da-sociedade. Não faz o menor sentido, mas vivemos assim. O tempo todo compartilhando coisas a nosso respeito. Divulgando gratuitamente o que temos e fazemos, como se fossemos famosos em destaque na mídia. A diferença é que você é seu próprio paparazzo. Seus amigos nas redes sociais são os fãs loucos esperando por uma noticia nova. Enquanto você não posta nada, eles atualizam suas redes sociais esperando pelo próximo post.

O que ganhamos com isso? Curtidas. E bate aquela invejinha do amiguinho que ganha mais curtidas que você né? Bobeira, mas acontece. A ostentação material e de felicidade virou praga virtual. Só que eu não quero ter essa felicidade editada e você também não deveria querer. As redes sociais não é sobre o que somos e sim sobre o que queremos parecer ser.

Encontrei esse vídeo bem legal que resume o que quero dizer:
Compartilhar sua vida em redes sociais é abrir mão da felicidade real e deixar que outros cuidem do que diz respeito a você. Se quiser saber, nem todo mundo deseja sua felicidade, muito menos aquela virtual. Pode até ser maravilhosa aquela paisagem que você postou no instagram, mas é tão cheia de filtros quanto a vida editada que tem levado desde que substituiu o verdadeiro pelo digital.

Não é hipocrisia minha escrever esse texto, sendo que eu mesma já fui e talvez seja assim, mas tenho descoberto que não precisamos compartilhar com o mundo o que fazemos o tempo todo. Sobra mais tempo para apreciar o programa, o lugar e as companhias. Isso vale mais que as curtidas ganhas nas fotos ou frases escolhidas minuciosamente. 

You May Also Like

1 comentários