Às vezes é só brisa

Fonte: We Heart It Talvez você não saiba, mas minha musica favorita é aquela que você ensaiou, mas não tocou. É que no clipe o casal d...

Fonte: We Heart It
Talvez você não saiba, mas minha musica favorita é aquela que você ensaiou, mas não tocou. É que no clipe o casal dança e eu gosto de dançar, mesmo não sabendo. Você não sabe, mas meu filme preferido o casal não fica junto no final e isso foge dos clichês criados. Você vai dizer que não está surpreso com essa minha revelação, porque eu também fujo do clichê. Eu tenho cocegas na barriga, por isso não deixo você tocá-la, além da vergonha dos pneuzinhos. Já até sei o que vai dizer: você é linda desse jeito e gosto assim. Odeio café e já tentei colocar leite em pó pra disfarçar o gosto forte, mas joguei fora. É amargo demais e eu não preciso amargar ainda mais minha vida. Você vai saber que eu gosto do frio, mas me agasalho todas às vezes que a temperatura cai.

Talvez dê tempo de você descobrir que borboletas no estomago me causam ânsia de vomito. Nunca gostei de senti-las. Quase vomitei quando me chamou no canto para conversar. Depois desse dia algumas delas insistiram pra ficar e eu até acostumei quando elas batem as asas. A sensação não é tão ruim assim quando as aceitamos.

A gente acredita que quando o amor chega ele é arrebatador. Mas amor também é calmaria e nem sempre causa tempestade na vida da gente. Às vezes ele é só brisa. Só movimenta os cabelos pra fora do rabo de cavalo e pede pro outro colocar no lugar. E nesse caso, o olhar acanhado vale mais que coração acelerado. Amor nem sempre vem no primeiro encontro. É necessário caminhar antes de correr. Aprendemos a ter pressa. Por isso, o mundo está cheio de amores que se foram sem motivos. Amor exige espera e hoje só temos pressa.

Mas depois que encontrei você no caminho parei de correr. É que sua conversa é mais saborosa que o quente do rosto depois da corrida. Que seus passos calculados fazem sentindo depois que peguei o ritmo. Que admirar a paisagem em companhia é melhor que só ver borrão desacompanhado. A gente pode até chegar mais rápido ao destino, mas pra onde estamos indo mesmo? Sozinha eu não sei e com você também não. Mas é que sozinha já perdeu a graça e você teve paciência de mostrar o território, mesmo não conhecendo também.

Eu descobri isso: que nem sempre o que vamos sentir da pistas no inicio. Talvez você tenha sido pego de surpresas também. Você me contou que tava distraído e que não esperava ninguém. Você já tinha suas borboletas. É que sua vida já tinha um jardim cultivado enquanto a minha só tinha terra, mas você me ajudou a regar e até jogou algumas sementes. Eu ouvi dizer que as primeiras raízes já estão aparecendo. Logo mais nasce a primeira flor.

You Might Also Like

0 comentários